ArteBrew – Cerveja Artesanal – A melhor loja para produção de cervejas

Blog da ArteBrew Cerveja Artesanal

ArteBrew agora abre aos sábados….

Realmente demoramos para tomar esta decisão, eu reconheço.

Atualmente, e sempre foi assim, fazer cerveja em casa é um hobbye e como tal é curtido nos finais de semana. Para tanto nada melhor do que ter um local onde comprar aquele malte ou fermento, por exemplo, de última hora. De repente, quando a gente esquece algo, é sempre bom ter onde encontrar.

Bem, para atender todos a estes clientes nós negociamos aqui internamente e resolvemos abrir aos sábados. Vamos atender aos clientes e amigos que de repente precisam de algo ou apenas de uma conversa, uma dia para a fabricação de sua preciosa cerveja.

Esperamos todos em nossa loja. Será um prazer receber a todos.
Abraços
Afonso Landini
ArteBrew – Nosso Negócio é a Sua Cerveja.

Concursos de Cerveja….Vale a pena participar?

Neste final de semana, mais exatamente nos dias 30, 31 de Maio até dia 01/junho/2013 vai rolar mais um concurso da AcervA Brasil. Será o oitavo concurso e será na cidade de Curitiba PR.

Vale a pena participar destes concursos? Muitos me indagam e por isto resolvi escrever.

O Brasil está num momento “frauda”. Sim, estamos ainda na frauda quando se trata de cervejas especiais. O começo de tudo e principalmente o momento onde “cacas” ocorrem, e entendo que devem ocorrer… O momento é de crescimento, de aprendizado. Muitas cervejas serão elaboradas, muitas boas, algumas contaminadas, muitas perfeitas, outras totalmente fora do estilo.

Todos os países passam por esta fase. Nem imaginem que a Alemanha já nasceu sabendo, muito menos a Bélgica. Todos os outros países e continentes que atualmente figuram com destaque um dia estiveram no momento “frauda”.

Qual o ponto positivo de tudo isto? Estamos subindo a “onda”. Um dia estaremos na crista dela, mas depende de nós fazermos os que deve ser feito para que possamos chegar lá.

Então como chegar lá sem passar por obstáculos? Nunca será possível o sucesso sem trabalho. Temos que fazer força para poder surfar na onda.

Então, penso sim, que estes concursos são muito bons e temos todos que participar, mesmo que nossas cervejas ainda não estejam do nosso paladar ideal. São nestes concursos que temos uma avaliação das nossas produções, o feedback do avaliador. Vale a pena receber as impressões do que acharam das nossas produções com detalhes técnicos e não somente “não estava muito boa não”…..

Bom, pra quem for talvez nos encontremos lá. Se não for neste concurso em algum nós nos falamos.

Abraços

Afonso Landini
ArteBrew – Nosso Negócio é a Sua Cerveja!!!

 

Inverno chegando…..que cerveja vou fazer?

Dúvida cruel para muitos…..qual cerveja fazer visto que o frio está apontando?

Já recebemos muitas mensagens nos questionando acerca desta dúvida. Outros cervejeiros então nos disseram que agora é a melhor época para se produzir cerveja em casa. Quantas dúvidas, quantas questões.

De fato o frio se aproxima e sempre nos vem a imagem de tomar um bom vinho de frente com uma lareira recheada de calor. Hora então de frear a produção da tão bela e deliciosa cerveja? Não, muito pelo contrário. Mas qual fazer se a mais consumida é uma pilsen e que ao contrário não vai nos aquecer neste inverno?

Bem, esta é uma boa oportunidade para fazer outros tipos de cervejas. Talvez uma com mais poder alcoólico, mais lupulada, mais maltada. São inúmeras as possibilidades, sabores, aromas. Talvez você perceba que tem muito mais sabor e aroma estas cervejas mais fortes e, de repente, se apaixone por elas e não queira mais fazer as outras….rsss

Experimente fazer uma Bock, uma Tripel, Quadrupel, Barley Wine, veja que são inúmeras. Dê uma chance pra elas….rsss

Abraços a todos e nos falamos semana que vem.

Um brinde!!!

Afonso Landini
ArteBrew

 

Junte seus amigos e venha descobrir os segredos das técnicas cervejeiras!

Que você ama cerveja, nós já sabemos! Mas, para aguçar ainda mais seu paladar pela bebida que já conquistou o mundo, nós temos um convite especial pra você. Já conhece nosso Curso de Iniciação às Técnicas Cervejeiras Caseiras? Que tal passar uma tarde agradável com a gente e ainda aprender a preparar sua própria cerveja?
Preparamos um curso especial para você aprender técnicas e combinações para abusar da criatividade e explorar novos sabores e aromas! É uma experiência enriquecedora e que você nunca mais vai se esquecer. 

O curso é ministrado pela nossa equipe. Temos anos de experiência no universo cervejeiro e ótimas dicas para oferecer. Você pode começar pelo curso básico e seguir até o avançado, com técnicas que são passadas de geração para geração! 
Todos os nossos cursos são com turmas fechadas, com no máximo 30 pessoas, e acontecem aos sábados. Temos um método único e acolhedor para que o aluno receba a melhor assimilação possível das técnicas cervejeiras. Mesclamos aula teórica, prática, apostilas personalizadas, além de alimentação e degustação das cervejas. 

Além disso, durante o curso você pode fazer novas amizades e trazer um grupo de amigos para aprender os principais segredos da fabricação da cerveja artesanal. Ao término do curso, você faz a degustação da cerveja caseira, com diversos aromas e sabores, e recebe um certificado de aproveitamento oferecido pela ArteBrew.

Se você preferir, temos a opção de formar grupos exclusivos para os cursos. São pacotes especiais para grupos VIP de amigos (as) e cursos corporativos, indicado para as empresas que pretendem integrar seu grupo de colaboradores em uma fascinante atividade que poderá avaliar a atenção, motivação, criatividade, liderança e capacidade de adaptação.

Venha participar do curso e aprender os maiores e melhores segredos das cervejas artesanais!

Fique atento:

Curso de Iniciação às Técnicas Cervejeiras Caseiras
Agenda: Curso de Iniciação – Dia 25/05
Horário: das 09h00 às 18h00
Local: Sede Arte Brew – Cerveja Artesanal / Campinas – SP

Inscrições através do site: 
http://cervejacas.lojatemporaria.com/cursos/curso-cerveja-caseira-artesanal-curso-artebrew.html

Cerveja artesanal agrada os paladares mais apurados

Enquanto o mercado de cervejas industriais cresce à taxa média de 5% ao ano, o de cervejas artesanais cresce pelo menos 20%. A cerveja artesanal, como o próprio nome indica, se diferencia da cerveja industrial no processo produtivo e na qualidade do resultado final. Em geral, as cervejas artesanais são feitas com ingredientes nobres e sem uso de conservantes. Além disso, são utilizados 100% de malte de cevada em sua produção, sendo este o seu principal ingrediente e fonte de carboidratos. Outro grande diferencial é que existe apenas um estilo de cerveja industrial, a pilsen. Já as artesanais contam com mais de 120 estilos catalogados.


Um grande diferencial que eu apresento a você é o extrato de malte. Este componente é exclusivamente produzido pela ArteBrew – Cerveja Artesanal e proporciona ao cervejeiro caseiro o prazer de fazer sua própria cerveja de uma forma prática, rápida e econômica.

Preparei para você uma receita especial para produção da cerveja Pale Ale, que é uma cerveja de alta fermentação, mais encorpada e com um amargor mais forte.


Ingredientes para uma receita de aproximadamente 20 litros:

– 5kg de Malte Pilsen ou 3kg de extrato de malte
– 500gr de malte Weyermann® Carared®
– Fermento Lallemand Windsor
– Lúpulo HallertauTradition para aroma
– Lúpulo Hallertau Magnum para amargor
– 40 litros de água de boa qualidade, filtrada e livre de cloro

Modo de preparo:

Passo 1: Coloque em dois caldeirões separados cerca de 20 litros de água em cada um deles. No primeiro, aqueça até 65°C. No segundo, aqueça até 65°C também e deixe permanecer.

Passo 2: Triture os maltes. O ideal é triturar a ponto de colocar uma porção nas mãos e observar as cascas amassadas ou trituradas.

Passo 3: Coloque o malte moído no primeiro caldeirão e deixe agir por 90 minutos. Com o fogo aceso controle a temperatura para que fique dentro dos 65°C. 

Passo 4: Passados os 90 minutos aumente a temperatura até 78°C e deixe agir por mais 5 minutos.

Passo 5: Passados os 5 minutos transfira todo o conteúdo do caldeirão para o terceiro caldeirão, a tina de clarificação. Sugestão: utilize uma vasilha para este procedimento. 

Passo 6: Quando todo o conteúdo estiver na tina de clarificação ligue a bomba e comece a recircular o mosto. Importante: antes de ligar a bomba feche a válvula superior e, quando a mesma já estiver ligada, abra-a lentamente para regular a velocidade e fazer uma boa clarificação.

Passo 7: Passados os 10 minutos o mosto já estará clarificado. Transfira o mesmo para o caldeirão que foi utilizado no início, já limpo e higienizado.Esta operação deve ser feita até que o mosto seja transferido para o segundo caldeirão que está aguardando com a água aquecida. Se for preciso ligue novamente a bomba para clarificar mais. Se não,apenas transfira a água de caldeirão.

Passo 8: Ferva o mosto clarificado. Acrescente aproximadamente 40gr de lúpulo. Deixe ferver por 1 hora.

Passo 9: Após passada 1 hora resfrie o mosto até aproximadamente 25°C.

Passo 10: Transfira o mosto lupulado para o fermentador. Observe que o lúpulo não poderá acompanhar o mosto. Ele ficará no fundo do caldeirão após 15 minutos de decantação. Não mexa no mosto neste momento.

Passo 11: Veja que o líquido não tem mais oxigênio. Você terá então que oxigenar esta mistura. Para isso, ligue o areador com o devido filtro de bactérias.

Passo 12: A ponta do areador deve estar submersa no mosto. Isto irá formar uma espuma: sinal que está introduzindo ar ao mosto.

Passo 13: Após arear o mosto tire o fermento da embalagem e o adicione em um copo com água com aproximadamente 30°C. Coloque um pouco de açúcar para ver o fermento trabalhar. Lembre-se de que esta água não pode ter cloro. Após alguns minutos você verá que uma espuma no nível superior irá se formar no copo, o que sinaliza que o fermento já está “acordado” e pronto para ser introduzido no mosto.

Passo 14: Após colocar o fermento no mosto tampe o fermentador. Coloque a válvula Airlock com a devida rolha. Todo o material deve estar limpo e desinfetado.Este mosto deverá fermentar por cerca de 3 dias a uma temperatura entre 18°C e 25°C.

Passo 15: Passados os 3 dias transfira o líquido para o maturador (outro balde) e deixe agir por mais 20 dias a uma temperatura entre 0°C e 10°C. 

Passo 16: Após estes últimos 20 dias faça o engarrafamento. Importante: antes de engarrafar transfira a cerveja para um caldeirão desinfetado e acrescente açúcar (já em calda) para fazer o primming. Deixe um espaço de aproximadamente 5cm de uma garrafa para a outra para que não corra o risco de estourar.

Passo 17: Deixe as garrafas descansando por mais alguns dias em temperatura ambiente e então sua cerveja estará pronta para consumo. Perceba que foi produzido chopp. Se quiser pasteurizar é só colocar as garrafas submersas em uma água com 60°C por 15 minutos. Se não, coloque apenas na geladeira e deixe esfriar. 

Pronto! Agora é só saborear a sua cerveja artesanal. Aproveite esta receita que estou oferecendo a você e compartilhe com a sua família e amigos!

 

By in Sem categoria 0

O Blog da ArteBrew Cerveja Artesanal está de volta!

Temos uma ótima notícia para você: o Blog da ArteBrew – Cerveja Artesanal está de volta!
Há 13 anos atuando no Brasil, nossa equipe acumula experiência no mercado cervejeiro oferecendo produtos de qualidade premium e auxiliando no desenvolvimento do setor artesanal caseiro. 
Por ter esse compromisso firmado com o cervejeiro, é que o objetivo do Blog será trazer notícias atualizadas semanalmente, além de novidades do mundo cervejeiro para que você possa entender e mergulhar cada vez mais nesse universo.
Conto com a sua participação para que, juntos, possamos descobrir novidades da cerveja artesanal e entender porque este mercado vem agradando cada vez mais os paladares mais apurados!

Compartilhe com sua família e amigos!

By in Sem categoria 0

A hora das ACervas se movimetarem

Senhores,

hoje recebi um e-mail do Ministério da Agricultura solicitando contribuições a respeito da REVISÃO DA LEGISLAÇÃO DE CERVEJAS no Brasil. Para deixar vocês a par do que está rolando a legislação pode mudar e se mudar ela tem que ser negociada junto ao Mercosul, resumindo, esta legislação será para todo o Mercosul e não somente para o nosso país.

Algumas coisas que eles já identificaram que tem que mudar é que na legislação anterior não se permite inserir substâncias de origem animal (mel, leite, etc), não permite também o uso de madeira, não permite o uso de frutas, somente seus sucos ou extratos, etc.

Esta é a hora que esperávamos. Temos que nos movimentar e apresentar todas as nossas idéias e defende-las corretamente. E nisto está ligada diretamente a ação e a representatividade das Acervas Brasileiras. Para quem não sabe existem, em cada estado brasileiro, uma associação de cervejeiros caseiros, que no estado de São Paulo se chama Acerva Paulista.

Bem, como todos nós cervejeiros caseiros usamos produtos para melhorar o aroma e sabor da nossa cerveja entendo que temos que apresentar ao MAPA as mudanças que queremos.

Nos unamos por esta causa. Esta causa é nossa.

Abraços

Afonso Landini

By in Sem categoria 0

Arte Brew, a mudança………

Bem, faz muito tempo que não escrevo, mas voltei.rssss

Voltei pra comemorar a mudança que aqui fizemos. Alteramos o nome fantasia da nossa empresa a Unserbier. Agora A Turma passa a se chamar Arte Brew.

Além do nome mudamos também de endereço, de logo, de site….e de muitas coisas que virão, mas infelizmente não posso contar agora…..

Foi um longo tempo amadurecendo e estudando esta idéia. Contratamos, em Setembro de 2011 a Maori, empresa de marketing, aliás, os caras são muito bons. Eles tiveram a tarefa de todo o trabalho de mudança de visual da empresa e toda a comunicação. Nossa idéia era deixar a empresa mais próxima dos clientes e nos dedicarmos ao negócio em si.

Bem, senhores, começa agora esta nova empreitada em nossas vidas.

Abraços a todos

Afonso Landini

 

By in Sem categoria 0

O Recomeço – Baden Baden

Era ano 2000 e eu trabalhava em uma grande empresa de telecomunicações em SP. Nem pensava no assunto cerveja caseira/artesanal. Apenas bebia….ou melhor degustava.rssss

Bem, me lembro como se fosse hoje quando em uma reunião de equipe um dos participantes que era diretor na época comentou sobre sua cervejaria. Caramba, era a Baden Baden. O diretor da empresa era um dos sócios da cervejaria. Foi neste momento que me veio a lembrança da velha cerveja caseira feita no fundo de quintal.

Passados alguns dias lá estava eu e minha esposa e companheira Priscila visitando a Baden Baden em Campos do Jordão. Tudo aquilo era um sonho que começava a brotar em nossos corações.

A cervejaria na época tinha além do equipamento grande, alguns poucos equipamentos para produção de 50 litros de cerveja. O visitante poderia fazer a sua própria e voltar um mês depois para pega-las já engarrafadas. Que delicia.

Era o recomeço, em minha memória, do que seria fazer cerveja em casa.

Abraços a todos e…..até a próxima.

Afonso Landini

By in Sem categoria 14

O início de tudo

Após pensar muito a respeito dos blogs caí na tentação. Aqui minha idéia é escrever um pouco de mim, da minha vida, negócios e como tudo começou. Sim, como o tema deste blog tomou forma, lá em 1983, se não me engano.

O meu interesse por cerveja artesanal ou caseira, teve início quando os pais de dois grandes amigos meus fizeram um curso de elaboração de cerveja caseira, ou artesanal.

O curso era montado em hotéis aqui de Campinas SP. Os alunos participavam de três finais de semana. O primeiro aprendiam a fazer cerveja clara. No segundo a cerveja escura e no terceiro final de semana aprendiam a fazer refrigerante.

O professor da época era o conhecido Alex Sommer que lamentavelmente não conheci pessoalmente. Hoje só sei de histórias dele, nada mais.

Me lembro como se fosse hoje que os pais destes meus amigos tinham uma geladeira cheia somente de cerveja caseira, feita por eles. Eles possuiam kits de equipamentos para a elaboração das cervejas e isto tudo pra mim era deslumbrante.

Eu estava começando a tomar minhas cervejinhas, era o ano da Malte 90. Será que algum leitor vai se lembrar desta marca?

Bem, a arte de elaboração de cervejas em casa foi sendo esquecida com o tempo pois acredito que não havia estrutura suficiente para que este hobbye crescesse como hoje. Então muitos destes cervejeiros caseiros foram desanimando enquanto a dificuldade de encontrar matéria-prima ia crescendo.

Passaram-se os anos e este gratificante hobbye ficou completamente esquecido, pelo menos aqui no Estado de São Paulo nunca fiquei sabendo de um cervejeiro caseiro despois desta época.
Meus ínteresse e negócios surgiu exatamente com esta derrocada do império caseiro de cerveja no Brasil mas este assunto será postado aqui posteriormente.
Até a próxima.