ArteBrew – Cerveja Artesanal – A melhor loja para produção de cervejas

como fazer

Fazendo Cerveja Em Casa

Já pensou em fazer sua própria cerveja no conforto do seu lar? Pois bem, aqui na ArteBrew teremos um novo curso, agora a turma 118.

Quer participar? É fácil. É somente se inscrever e pronto. Aguardar o dia do curso e ter uma maravilhosa experiência.

Segue o link do curso:

Curso Produção Cerveja

omo-fazer-cerveja-artebrew
Curso Como Fazer Cerveja ArteBrew

Receita de Imperial Stout

Como semana passada falamos de cervejas que combinam com o inverno, hoje trazemos uma receita de Imperial Stout,uma cerveja escura, potente e que combina muito bem com esse clima.Também vale mencionar que esse estilo harmoniza muito bem com sobremesas (cheesecakes, strudels, tortas, sorvetes, chocolates…), especialmente aquelas que contém chocolate, porque esse ingrediente ressalta as características dessa classe.
Para o preparo vocês encontram todos os insumos na nossa loja virtual ou também na nossa loja física, Rua Santo Bassan, 81 Lado B Bosque das Palmeiras Campinas/SP ,Tel.: (19) 3257-260. O passo-a-passo básico  nós já contamos aqui e atenção ao ajuste da receita para seu aparelho!

Agora vamos aos ingredientes:

– Malte Weyermann® Pale Ale – 43%
– Malte Pilsen Agraria Malte – 12,5%
– Malte Weyermann® Caramunich 3 – 12,5%
– Malte Weyermann® Caraaroma® – 12,5%
– Malte Weyermann® Caraamber® – 12,5%
– Malte Weyermann® Carafa® 3 – 4%
– Cevada Weyermann® Torrada – 3%

Lúpulos
– Amargor – 39 gramas HVG Magnum – início fervura
– Aroma – 46 gramas HVG Perle – faltando 10 minutos final da fervura

Fermento
– Lallemand Windsor

OG – 1,110
FG – 1,022

Brassagem – 66C durante 90 minutos
Fervura – 90 minutos
Fermentação – 16C por 3 semanas aproximadamente
Maturação – 3 a 4 meses
Teor alcoólico esperado – 11,7% ABV

O uso do açúcar em cervejas artesanais

O início da produção de cerveja artesanal é de momentos de tensão com revelações a toda hora. As experiências gustativas inicias tem muito pouco em comum com as cervejas comerciais. Cervejas caseiras tem um gosto, cervejas escuras também são deliciosas, excesso de lúpulo é maravilhoso e o mais importante, é tudo produzido com MUITO malte. E nesse momento você descobre que a maioria das cervejarias mais respeitadas no mundo usa açúcar para “melhorar” a cerveja. Há quem tenha reservas com esse ingrediente no entanto o número de fabricações com grãos não maltados e açucares é enorme.

Açúcares de vários tipos têm sido usados durante séculos para esticar ou substituir o malte, aumentar a gravidade para o armazenamento ou o efeito, ou simplesmente para modificar o sabor e potabilidade, que é o ponto de maior interesse para nós. As sacaroses para fabricação caseira são bastante diversificadas, podem ser puras, melaço ou outras e todas tem seu público.

Os tipos de açúcar e seu sabor dependem da origem, método de produção e grau de refinamento. Cana-de-açúcar e beterraba são fontes de sacarose e xarope, mel, agave e sorgo também oferecem deliciosas matérias-primas, assim como os de bordo, tamareira e palmeiras. Existem dezenas de variedade de mel . Xarope de bordo e néctar de agave são únicos o suficiente para criar cervejas mais leves com um toque especial. Dextrose (açúcar de milho) é de valor inestimável em algumas aplicações da receita. Açúcar candi belga, seja loiro, âmbar, escuro, rock, granulado, ou xarope, é uma estrela do homebrew.

O melaço foi um substituto do malte, corante e agente aromatizante em tempos coloniais americanos, ele oferece alguns sabores potentes e vem em pelo menos três tons. Xarope de arroz (marrom ou branco) e xarope de arroz sólido e pode ser comprado em lojas de homebrew. A lactose utilizada sobretudo na Milk Stout para doçura residual, é mais um produto de homebrewing especializado. O açúcar mascavo (açúcar branco misturado com um pouco de melaço) também é um ingrediente de cerveja útil.

A verdadeira diversão começa com os açúcares peculiares encontrados em alimentos étnicos e naturais. Tipos granulados como turbinado, demerara e mascavo são apenas parcialmente refinados, deixando as impurezas intactas dentro da matriz granular. Essas impurezas contém o sabor “melaço” que é normalmente removido através de centrifugação.

Demerara é louro-marrom e mascavo é marrom escuro. Outros açúcares mais exóticos como açúcar mascavo (Sudeste da Ásia), xarope de tâmara ou de açúcar (principalmente do Mediterrâneo) e rapadura (México, América Central e do Sul). O açúcar mascavo e a rapadura são marginalmente refinados e prensado em formas sólidas, moldadas. Elas contêm também as impurezas naturais das outras sacaroses acima mencionadas. O açúcar mascavo é feito de sucos de palmeiras ou de cana-de-açúcar, enquanto a rapadura é feita exclusivamente a partir de cana-de-açúcar. O xarope de tâmara seja transformado, macerado com tâmaras inteiras ou feito a partir de açúcares extraídos para a consistência de mel. Seu sabor é similar a essas notas de fruta, baunilha e notas que vêm de maltes escuros. O açúcar de tâmara é, uma versão cristalizada refinada, com um sabor mais leve que o xarope de tâmara.

Este texto é um versão traduzida do site All About Beer .