Apesar de as cervejarias artesanais corresponderem a somente 1% do setor de cervejarias no Brasil elas vem crescendo 30%  ao ano, e esse aquecimento do mercado vem dando sinais fortes.
Em fevereiro desse ano a Ambev comprou a cervejaria Wäls – que vai dar origem a uma nova cervejaria junto a marca artesanal Bohemia.
Outro sinal do movimento são as parcerias entre cervejarias artesanais brasileiras e estrangeiras o que demonstra o crescimento do setor no Brasil.
Essas parcerias vão significar muito mais opções para o consumidor brasileiro e combinações de cervejas com uma variada gama de lúpulos e maltes que aqui são importados ou produzidos em escalas menores.
Quer conhecer algumas parcerias bacanas? Olhem só:

  • Extra Fancy IPA: resultado da parceria da cerveja Tupiniquim com a dinamarquesa EvilTwin

  • Six O’Clock: união da Invicta de Ribeirão Preto com a americana SixPoint
  • Hello my name is Zé: combinação da cervejaria carioca 2Cabeças e da inglesa BrewDog
  • Ybá-la: produzida pela união da cervejaria Colorado de Ribeirão Preto com a norueguesa Nogne.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 5 =

  • Chat