COMO FAZER CERVEJA

Método utilizando o nosso Kit Completo

O processo a seguir é utilizado pelas cervejarias do mundo todo. Com ele é possível fazer qualquer tipo de cerveja desde que se tenha os ingredientes necessários.

Iremos aqui demonstrar o processo de maneira simplificada afim de atender as dúvidas freqüentes de nossos clientes. O método integral será tema de treinamento.

Então vamos lá

Para esta receita de 20 litros aproximadamente de cerveja Pale Ale utilizaremos:

– 5kg de Malte Pilsen
– 500gr de malte Weyermann® Carared®
– Fermento Lallemand Nottingham
– Lúpulo Hallertau Tradition para aroma
– Lúpulo Hallertau Magnum para amargor
– 40 litros de água de boa qualidade, filtrada e livre de cloro.

Colocamos, no primeiro caldeirão, cerca de 20 litros de água para aquecimento. Aquecemos até 65°C. No outro caldeirão também colocamos 20 litros de água e aquecemos até chegar a estes 65°C e daí permanecemos.

Trituramos os maltes. O ideal é não triturar demais pois poderemos ter dificuldades na filtragem posteriormente. Mas também não podemos triturar pouco, temos que quando colocar um pouco nas mãos observar as cascas amassadas ou trituradas, mas nenhum grão inteiro.

Moedor de Dois Discos para Cereal
Moagem sem danificar as cascas

Colocamos este malte moído no caldeirão com a água aquecida. Nesta etapa estaremos trabalhando da seguinte forma:

– 65°C por 60 minutos

Com o fogo aceso controle a temperatura para que fique dentro da temperatura desejada (65°C). Obs.: a água que restou no outro caldeirão deverá seguir a temperatura também.

Passados 90 minutos levante a temperatura até 78C e deixe por mais 5 minutos.

Após estes 5 minutos transfira todo o conteúdo do caldeirão onde cozinhamos o malte para o terceiro caldeirão, a tina de clarificação. Esta operação pode ser feita através de uma vasilha. Se quiser fazer através da válvula extratora do caldeirão, mas você terá que mexer o tempo todo pois o mesmo pode entupir.

Quando todo conteúdo estiver na tina de clarificação ligue a bomba e começe a recircular o mosto. Antes de ligar feche a válvula superior e quando a bomba já estiver ligada abra-a lentamente para regular a velocidade e fazer uma boa clarificação.

Após uns 10 minutos o mosto já estará clarificado, então transfira o mesmo para o caldeirão que foi utilizado no início, já lavado é lógico.

Esta operação deve ser feita até que o mosto seja transferido para o caldeirão da sequencia, então coloque um pouco da água que está aquecida aguardando, lembra? Complete até ficar um pouco acima do malte. Se for preciso ligue novamente a bomba para clarificar mais, mas se não somente transfira a água de caldeirão.

Veja que a água entra na tina e sai pelo fundo fazendo com isto uma lavagem no bagaço. Isto faz com você aproveite sobremaneira o açúcar do malte.

Bem, feito isto é hora de ferves o mosto clarificado. Neste momento iremos fazer com que este mosto ferva. Daí então iremos acrescentar o lúpulo.

O cálculo da quantidade de lúpulo a ser adicionada não iremos comentar neste momento. Isto será assunto posterior. Deveremos acrescentar o lúpulo. A quantidade deverá ser de aproximadamente 40 gramas de Lúpulo. (Com o tempo o cervejeiro define o que fica melhor. Se acrescenta mais ou menos lúpulo).

Ferva por 1 hora.

Adicionando o lúpulo quando levantar fervura

Agora outra tarefa é resfriar este mosto. Resfrie até aproximadamente 25C.

Resfriando o mosto com chiller de alumínio
Resfriando o mosto numa banheira de gelo.

Os comentários estão desativados.